Como terceirizar a portaria do condomínio

Como terceirizar a portaria do condomínio.

A terceirização é a forma mais prática de se administrar os funcionários haja vista que, toda obrigação trabalhista e problemas de rotatividade de funcionário, cobertura de faltas e férias recaem sobre a terceirizada.

Porém, deve-se tomar cuidado, e estar sempre fiscalizando de perto a empresa, pois o condomínio responde solidariamente com a empresa em qualquer problema de ação trabalhista e ou, acidente de trabalho.

Como terceirizar a portaria do condomínioFinanceiramente terceirizar é mais vantajoso, não que seja absurdamente mais econômico, mais normalmente sai mais barato.

Recomenda-se, porém, deve-se procurar uma empresa idônea. Para tanto, deve-se levantar todas informações sobre a mesma, consultar ações diversas, se existe débito no INSS, FGTS, certidão de breve relato receita federal, bem como, consultar os sócios na esfera civil e criminal.

Também verifique se tem sede própria, se fornece equipamentos individuais de segurança.

E o mais importante, tome muito cuidado com contratos com clausulas leoninas.

Sobre o mesmo ter compromisso, é complicado. Hoje as terceirizadas pagam apenas o piso da categoria, que fica um pouco abaixo do registrado pelo condomínio e tal situação, que na verdade é o grande problema das terceirizadas é a rotatividade de funcionários, o que traz insegurança para os condôminos, pois uma pessoa nova no cargo é sinônimo de perigo.

Recomendo para estes casos, combinar com a terceirizada e pagar um “plus”, ou seja, um pouco a mais, talvez R$ 100,00 a R$ 150,00 para cada e ou, um convenio médico, isto já motiva os funcionários, evitando assim, está rotatividade.

No final do ano, os custos serão praticamente os mesmos se os funcionários fossem próprios.

Além disso, muitos se adaptam tão bem e depressa que, procuram mudar-se para as proximidades do condomínio.