Dermatite em cães

A dermatite canina é muito comum e acomete a maioria dos cães que têm idade entre um e três anos. Geralmente, os cães que têm dermatite coçam devido a dois motivos: alergia ou infecção.

Dermatite em cãesExistem três tipos de dermatite: alérgica, infecciosa e autoimune. Além de ser provocada por alergia, a dermatite pode vir infecção por meio de bactérias ou fungos, que podem provocar lesões na pele do animal, e muitas vezes severas, se não forem tratadas.

A dermatite autoimune ocorre quando o próprio organismo do cão reage a alguma coisa contra ele mesmo, sem um contato prévio. De todos os tipos de dermatite, este é considerado o mais raro.

 

Além de ser provocada por fungos e bactérias, a dermatite pode ter outras causas de fundos emocionais, estresse, umidade e genética. Outros fatores podem contribuir para o aparecimento da dermatite canina, tais como o hipertireoidismo canino e problemas de origem endócrina.

Se o animal possui pelo grande, precisa de muita atenção para não desenvolver a dermatite canina, pois umidade e falta de ventilação ajudam no aparecimento desta doença de pele. Por isso, verifique sempre se o cachorro esta com o pelo escovado e seco, pois isso ajuda na prevenção da dermatite.

De olho no animal.

Observe o comportamento do cão também, porque lambidas em uma mesma região pode indicar a dermatite, ou até algum outro sintoma de doença. Além disso, lambidas excessivas podem acarretar a dermatite secundária ou até mesmo pode indicar que o cachorro está com sarna.

Dermatite em cãesÉ fundamental que o dono observe o cão, sobretudo se apresentar alguns sinais que são característicos de dermatite canina como, por exemplo, pele vermelha, bolinhas vermelhas concentradas em algum local, queda de pelo ou coceira excessiva. Desta forma, se seu melhor amigo estiver apresentando algum destes sintomas é imprescindível que ele seja levado ao veterinário, imediatamente.

 

 

Geralmente, o tratamento da dermatite é feito com o uso de produtos antissépticos como, por exemplo, o shampoo terapêutico. Mas, dependendo do caso, o tratamento também pode ser feito com medicação oral antibiótica. Desta maneira, somente o veterinário vai saber o melhor tratamento para o seu cachorro.

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado.