Falsos síndicos profissionais atacando condomínios

Falsos síndicos profissionais atacando condomíniosInfelizmente uma leva bem grande de falsos síndicos profissionais estão infestando o mercado e suas vítimas não são poucas.

Como identificar: a principal característica do falso profissional é sua ausência.

A contratação ocorre em assembleia com votação quando o verdadeiro ou falso sindico é eleito. Ali mesmo é assinado o contrato sem uma prévia leitura e analise dos moradores.

Neste contrato estão cláusulas que preveem sua AUSÊNCIA e uma pesada MULTA em caso de rescisão.

Já o profissional de fato não coloca essas baixarias em seu contrato. Ele deixa o condomínio à vontade pra reincidir o contrato em qualquer tempo sem multas. Também explicita carga horária dividida em números de dias para visitas à edificação.

Outra característica do sindico profissional é que ele não coloca as mãos em dinheiro. Não recebe nem paga.

Já o falso sindico, recebe e paga. De que maneira nunca fica bem claro. Naturalmente ele trabalha com administradoras de condomínios pouco confiáveis que compactuam com sua atuação.

O falso sindico profissional, apresenta orçamentos muito baixos em relação à média de mercado para cada tipo de edificação.

Exemplo: onde um profissional de fato cobraria três salários mínimos por mês, ele, o falso, entra com R$ 700,00 no máximo. O sindico atual doidinho para largar a função, nem percebe a enganação.

Os profissionais de verdade estão em perfeita harmonia com os moradores, trabalham duro para evitar qualquer tipo de desvalorização do patrimônio, não cobram taxas extras para visitar lojas de materiais de construção, administradora ou qualquer lugar de interesse da coletividade.

Não toleramos inadimplência, não geramos taxas extras nos boletos para qualquer coisa nem propomos constantes reajustes na taxa de condomínio para cobrir rombos ou executar algo realmente necessário. Trabalhamos, na maioria das vezes, com o saldo do fundo de reserva e sempre prestando contas.

Já os falsos são uma constante fonte de problemas.

E estes não demoram a aparecer. E fica sempre a pergunta: cadê o sindico?

Durante esta pandemia, eles (os falsos) estão aproveitando ao máximo.

Nós profissionais de verdade recebemos várias consultas diariamente questionando a atuação de síndicos contratados e suas administradoras.

Não vamos alongar o texto falando de roubalheiras, superfaturamentos, taxas extras para visitas externas e moradores que não têm suas demandas atendidas.

Ainda são comuns os casos de abusos de todos os tipos!

Fica o alerta para todos. Muita atenção ao contratar um sindico profissional para não cair em armadilhas.

Virou caso de polícia: é golpe!